Syn e Zacky na Suécia. Shadows e Johnny na Finlândia.

Synyster Gates e Zacky Vengeance visitaram o Bandit Rock na Suécia.

Imagem

Mais fotos aqui.

M Shadows e Johnny Christ participaram da festa de audição do Hail to the King na Finlândia e visitaram a Rádio Rock pra falar um pouco sobre o novo álbum.

Imagem

Assista ao vídeo da entrevista com os dois aqui.

Tradução da entrevista na íntegra:

Entrevistadora: [Vocês acham que os fãs vão] se acostumar e gostar do novo som da Avenged Sevenfold?
Johnny: Tenho muita esperança que sim [risadas], como o Matt disse anteriormente, é um som diferente, e depois que eles se acostumarem e perceberem o quão pesado o som é, não vai demorar muito para gostarem.
E: Vocês levaram um certo tempo para fazerem esse novo álbum, que é o primeiro álbum sem o The Rev, então, o que vocês podem nos contar sobre o processo de criação?
M.Shadows: Sim, nós demoramos certo tempo pois queríamos que tudo ficasse perfeito, o que e melhor do que juntar meia musica boa com meia musica ruim, malfeita, então tomamos o cuidado para deixar cada musica original e de ótima qualidade, passamos muitos dias olhando um pra cara dos outros, escutando o que produzimos e dizendo: “isso ta uma merda”, mas você sabe, e o típico processo de criação.
E: Então vocês são sempre tão sinceros um com os outros?
M: Sim, chega a ser cruel [risadas], muitas vezes eu e Gates ficamos muitos animados com um som e esse cara passava e tirava da nossa cara, falando que parece com um pica pau ou que soa como qualquer merda, mas tudo bem, isso já passou e tal.
E: Mas isso causa “briguinhas” ou algo do tipo entre vocês?
M: Não, a gente toma algumas cervejas e quando vemos, estamos rindo do que aconteceu.
E: Quantas musicas vocês já começaram e não deram continuidade?
J: Várias musicas que passávamos pro produtor e não davam certo.
M: São muitas musicas ruins.
J: Tem muitas más idéias [risadas]
E: Vocês estão com o mesmo produtor do Nightmare, isso fez com que fosse mais fácil trabalhar com o mesmo cara, que vocês já conhecem?
M: Michael sempre esteve com a gente, desde o Nightmare, ele estava sempre checando as coisas, uma vez por semana, pra ver se tudo estava indo bem, e isso acontecia também quando The Rev estava vivo, então ele teve que passar por tudo o que passamos quando perdemos o Jimmy, lidar com o funeral, e passar alguns meses tentando voltar as atividades normais, manter o pé no chão, então nos sentimos muito próximos com o Mike [Elizondo], e ele nos ajudou a voltar nas musicas, que todos sabíamos que tínhamos algo a fazer. Ele foi um cara demais com a gente, ele tinha muitas idéias, então, ele é um grande cara e um grande compositor, musico e produtor.
E: Vocês passaram por um tempo muito ruim, o que foi difícil, mas vocês já conseguiram seguir em frente.
J: Eu realmente espero não ter que passar por isso novamente, e como vocês vêem, nos estamos bem, e muito animados com nossa nova gravação e ter começar novos planos, estamos fazendo o possível.
E: Então, agora vocês tem um baterista novo, Arin, o que vocês podem dizer sobre ele a todos os fãs?
M: Ele é um magrelinho [risadas]
E: E essa é a coisa mais importante
M: Ele é pequeno, mas trabalha duro, ele é um baterista fantástico, de um jeito impecável, ele tem muita maturidade para um jovem, e para as nossas gravações ele teve que crescer muito rápido e fomos muito firmes com ele sobre o que queríamos na gravação, e foi memorável o que ele fez pra gente.

Fonte: Tumblr e Deathbat News

Tradução: Sofi Silva

Um pensamento sobre “Syn e Zacky na Suécia. Shadows e Johnny na Finlândia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s